EMACO

Espaço e Memória – Associação Cultural de Oeiras


Conforme antigo desidério da nossa associação, estamos finalmente em condições de anunciar a todos os nossos Associados e Amigos que passamos a contar com uma sede onde poderemos desenvolver, de forma condigna, as nossas iniciativas mas, fundamentalmente, onde poderemos receber os nossos Associados ou convidados vários com outra dignidade, o que não ocorria até à data.

De facto, por contrato de comodato celebrado com a Câmara Municipal de Oeiras, em 15 de Julho de 2019, e de acordo com a proposta de deliberação Nº. 308/2019, de 30 de Abril, passamos a dispor das instalações sitas na Casa da Malta, Rua do Aqueduto/ Rua Lagares da Quinta, em Oeiras.

Estas instalações integram os anexos do Palácio do Marquês de Pombal e situam-se no andar superior do Lagar de Azeite. O seu acesso preferencial será através da Rua Lagares da Quinta, nas traseiras do Centro de Saúde de Oeiras.

Não constituindo, porventura, ainda a grandeza que ambicionamos, significa, entretanto, um muito significativo salto qualitativo que não deixa de ser incentivo para voos de há longa data adiados.

Tão brevemente quanto possível, tencionamos convidar todos os nossos Associados a uma visita institucional a estas nossas novas instalações, que pretendemos, também, integrar na celebração do nosso 15º aniversário enquanto Associação.

Read More

Este ano as visitas ao Farol do Bugio terão lugar a 20 de Julho e a 03 de Agosto, aos sábados como habitualmente, e, como sempre, com o apoio da União de Freguesias de Oeiras e S. Julião da Barra, Paço de Arcos e Caxias e tendo como parceiro a empresa Water X para as viagens náuticas.

EMACO estará presente na sede da União das Freguesias, actualmente localizada na Fundição de Oeiras, na Rua da Fundição de Oeiras, para o recebimento do valor das viagens (27 € por pessoa, a liquidar em cheque ou em dinheiro), nos seguintes horários:

Visita de 20 de  Julho

Julho – dia  08, das 09h30 às 17h30 (com o respectivo intervalo para almoço)

Julho –  dia 10, das 09h30 às 17h30 (com o respectivo intervalo para almoço)

Visita de 03 de Agosto

Julho, dia 24, das 09h30 às 17h30 (com o respectivo intervalo para almoço)

Julho, dia 26, das 09h30 às 17h30 (com o respectivo intervalo para almoço)

Estas visitas guiadas contarão, como habitualmente, com a qualificada participação de Joaquim Boiça e de Fátima Barros.

No caso de subsistirem dúvidas ou serem necessários esclarecimentos adicionais, deverão contactar-nos pelo email:

geral@espacoememoria.org

Read More

Caras e caros Associados,

De um amigo que parte e que nos deixa aquela mescla de sentimentos ali algures entre a melancolia, a saudade, a sensação de desperdício… e, por vezes, até, a necessidade de nos lembrarmos repetidamente de que já não poderemos encontrar-nos com ele, daqui a pouco, para completar conversas eternamente inacabadas, vale sempre a pena falar.
Falo-vos de Mário Piçarra, esse mesmo, um dos mentores do grupo Terra a Terra e de variadíssimos temas musicais que a nossa estultícia, pouca atenção ou desvairados afazeres fizeram esquecer… e, no entanto, existem.
No dia 05 de Julho (sexta-feira), pelas 21h30, ali pelo Templo da Poesia do Parque dos Poetas (Oeiras), alguns amigos evocarão esse homem de quem se poderá dizer que foi, tal como o 25 de Abril de Sophia, inicial, inteiro e limpo. A organização do evento está a cargo de Heloisa Monteiro e deste seu e vosso amigo de tantas andanças.  
A sessão decorrerá, como habitualmente, sob a égide da Espaço e Memória – Associação Cultural de Oeiras e com o apoio da Câmara Municipal de Oeiras.
O tema central desta nossa conversa: o seu mais recente cd Claridade, editado há bem pouco tempo.
Venham, venham… e tragam outro amigo, também, que a cantiga é uma arma e ele bem sabia!

  • Jorge Castro
Read More

Nos dias 29 e 30 de Junho de 2019 contamos visitar Belmonte, Covilhã e Vilar Formoso.
Esta visita pretende apresentar um olhar diferente, uma apresentação diferenciada sobre a memória e a história judaica em três terras nucleares do seu legado… Belmonte, Covilhã e Vilar Formoso…
A Torre Centum-Cellas, o Museu Judaico e o castelo fazem parte do nosso roteiro em Belmonte. Na Covilhã estaremos no Museu de Laníficios e cada um de nós poderá visitar o seu centro histórico.
Ponto alto desta nossa visita estará em Vilar Formoso, onde teremos a oportunidade única de assistir à conversa com a historiadora Margarida de Magalhães Ramalho, que nos levará ao museu “Vilar Formoso Fronteira da Paz”, do qual foi sua comissária científica.
Estamos a contar com a vossa companhia…

Para que a Espaço e Memória possa organizar devidamente a viagem, as inscrições deverão ser efectuadas preferencialmente até dia 20 de Junho. O número de inscrições está limitado à lotação do autocarro (50 passageiros), sendo considerada a ordem de inscrição. A partir de dia 20 de Junho, as inscrições estarão condicionadas à disponibilidade da unidade hoteleira.

A viagem apenas se realizará com um mínimo de trinta e cinco participantes e terá o custo de €165,00 para sócios e de €200,00 para não-sócios.

O valor contempla a viagem, alojamento em hotel de três estrelas, almoços em Belmonte e Vilar Formoso, e as entradas e visitas.
As inscrições deverão ser efectuadas exclusivamente através do email: geral@espacoememoria.org
Quaisquer informações podem ser obtidas através de Romeu Bragança ( 932 017 080 ) e Joaquim Boiça ( 912 608 720 )

Mais informações nos documentos anexos.

Read More

Com organização da Espaço e Memória, em parceria com o Agrupamento de Escolas de Paço de Arcos (AEPA) e o apoio da Câmara Municipal de Oeiras, realizou-se um passeio fluvial de catamaran, entre Alcântara-São Julião da Barra-Alcântara, no dia 14 de Junho de 2019, para cerca de 125 alunos e oito professores acompanhantes. Durante o passeio, a cargo de Joaquim Boiça, foi dada aos alunos uma breve explicação histórica e patrimonial do litoral de Oeiras, bem como uma explicação sobre o funcionamento hidrológico da Barra do Tejo. Este passeio decorreu em embarcação da empresa WaterX.

Read More

Caros associados, eis uma iniciativa interessante, que vos propomos:

Amanhã, dia 31 de Maio, pelas 18 horas, será inaugurada uma Exposição Fotográfica organizada pelo Núcleo de Fotografia de Oeiras, com a apresentação de um interessante livro-catálogo que integra trabalhos de dezanove autores.

Esta iniciativa e o livro anunciado contam com o apoio da Espaço e Memória – Associação Cultural de Oeiras e terá lugar na Biblioteca Operária Oeirense.

A Direcção da
ESPAÇO E MEMÓRIA – Associação Cultural de Oeiras

Read More

Caros Associados,

O nosso próximo almoço-tertúlia terá, como aperitivo, a apresentação do livro Manual Principiantes de Pau-Luta – Arte Marcial Portuguesa, da autoria de Manuel Monteiro e de Álvaro Santos Pato, que nos acompanharão nesta iniciativa  e nos proporcionarão, também, uma demonstração desta popular arte marcial portuguesa.

O nosso almoço terá lugar no próximo dia 01 de Junho, com início às 11 horas, na Associação dos Comandos – Bataria da Lage, em Paço de Arcos.

A ementa será constituída, opcionalmente, por prato de prato ou peixe ou dieta:

– carne: Grelhada Mista
– peixe: Bacalhau com Natas
– dieta: Douradinha 

O preço será de 12 € para sócios e de 14 € para não sócios.

No acto da inscrição (que deverá ser efectuada até à próxima quinta-feira, dia 30 de Maio, através deste endereço de email geral@espacoememoria.org), por favor, assinalem a vossa preferência da ementa apresentada.

Alguns apontamentos de interesse:

«Em muitas sociedades ao longo da história populares desenvolveram práticas de combate com instrumentos quotidianos, como instrumentos de lavoura. Em Portugal o povo desenvolveu um sistema de combate usando como arma o cajado que acompanhava os pastores e camponeses. Este sistema veio a ser conhecido pelo nome de Jogo do Pau Português.

Já bem dentro do século XX, eventos com o jogo do pau eram ainda frequentes por Portugal inteiro, com destaque para o norte do país, em feiras e romarias. Por vezes, aldeias inteiras envolviam-se em rixas, outras vezes as lutas eram individuais, ou de um jogador contra vários. Era o tempo dos “puxadores” (nome que se dava aos jogadores do Norte) e dos “varredores de feiras” (jogadores afamados que se deslocavam às feiras e romarias para desafiarem outros). Na literatura podemos encontrar histórias sobre o jogo do pau, nomeadamente em autores como Aquilino Ribeiro e Miguel Torga. A partir dos anos 30, o jogo do pau começou a perder importância. Os motivos são vários: a acção das autoridades policiais, que para evitar lutas sangrentas proibiram o uso de paus nos recintos de feiras; a emigração de muitos homens para os meios urbanos ou para o estrangeiro; a generalização do uso de armas de fogo, que tornou desnecessária a difícil e demorada aprendizagem desta técnica de defesa pessoal.(…)» (Podem ver todo o artigo em https://pt.wikipedia.org/wiki/Jogo_do_pau).

Contamos, pois,  com a sua companhia nesta inusitada mas estimulante iniciativa.

Com as mais cordiais saudações,

A Direcção da
Espaço e Memória – Associação Cultural de Oeiras 

Read More

Aqui ficam algumas imagens evocativas desta nossa mais recente viagem a terras de Viana do Castelo. Não são, obviamente, exaustivas, até porque o autor teve necessidade do olhar para outras envolvências… Por exemplo, o repasto na Quinta do Carvalho não está devidamente documentado, porquanto o buffet requeria as duas mãos para um mais adequado e condigno tratamento e a máquina fotográfica teve de ser, claramente, a sacrificada.

Mas, valendo o que vale, cá ficam algumas referências para memória futura.

A nossa senhora guia, orientando o rumo da viagem

(Clicar nas imagens, se pretender aumentar)
 

Read More