Posts by jorgecastro


O nosso associado Jorge Castro acaba de lançar mais um livro de poemas, com o apoio da Espaço e Memória – Associação Cultural de Oeiras. Aqui fica, para vossa apreciação, a sua mensagem de lançamento:

Caras amizades que por aqui passeiam,

Hoje, estou a anunciar-vos o nascimento do meu mais recente livro, Poemas Dispersos e com Sentidos, com edição, como habitualmente, da Apenas Livros e o apoio à edição por parte da Espaço e Memória – Associação Cultural de Oeiras.

Lamentavelmente, pelas razões com que todos convivemos, desta feita não farei qualquer sessão de lançamento ou de apresentação. E o livro também não estará disponível, por opção do autor, nos espaços comerciais.

Respigo do seu prefácio: «Os tempos que vivemos são estranhos à vida. Demasiado torpes pela mão do ser humano, que vem povoando o mundo com jeitos de mal viver e sem qualquer engenho ou arte manifesta para inverter a corrente dominante.

Este meu livro tem a veleidade de pretender fotografar esse mundo fugaz e episodicamente, através das imagens que nos estão geograficamente mais próximas. E, apesar dos pesares, com a réstia de esperança necessária, imperiosa e sempre urgente.»

Aos associados da Espaço e Memória este meu livro estará disponível pelo preço de 10 € (dez euros), com despesas de portes incluídas. Importância esta que reverterá integralmente a favor da nossa Associação.

Assim, bastará que os interessados façam chegar, através do email geral@espacoememoria.org, o nome e a morada de recepção e será disponibilizada, na resposta, a forma de pagamento respectiva – o NIB da Espaço e Memória para transferência –, sendo remetido de imediato um exemplar assinado, para a morada indicada na mensagem.

Grato pela vossa atenção e esperando contar convosco,

Jorge Castro

ESPAÇO E MEMÓRIA – Associação Cultural de Oeiras

A Direcção

Read More

Artigo e imagens amavelmente cedidos pelo nosso associado Fernando Lopes

Na primeira foto observamos a fachada da Igreja (reconstrução pós terramoto de 1755) como que a espreitar a Quinta Real. Na segunda observamos, após limpeza camarária um “encanamento” de água, muito provavelmente proveniente da represa que os monges possuíam perto do Lugar de Laveiras e que continua ao longo da várzea sendo visível da Ponte da Cartuxa. Não obstante a regra ascética, a realeza filipina e de bragança era recebida no Mosteiro amiudadamente. Mesmo a entrada de damas era excepcionalmente permitida, o que implicava depois uma confissão do prior seguida de penitência. Afinal o Mosteiro precisava de doações, sempre insuficientes para manter o complexo monacal.

                                                                                                                               Fotografia 1
                                                                                                                                  Fotografia 2
                                                                                                                                                  Fotografia 3

A terceira imagem refere-se à Planta do encanamento da Quinta Real (disponível). Neste excerto pode-se observar-se o sentido do encanamento (a tracejado) que provém da represa assinala no mapa. Tive ocasião de notificar a CMO, de que foi tomada nota, da existência lajes, prováveis de vestígios da represa, perto da actual ponte de Laveiras. Esperemos que a recuperação da Cartuxa e da Quinta Real (nomeadamente no actual processo de limpeza) seja acompanhada por pessoal competente, nomeadamente arqueólogos, visto que o grande movimento de máquinas que se vem observando assim deve obrigar.

Fernando Lopes – 24 de Outubro de 2020

Read More

É com imenso pesar que comunicamos o falecimento do nosso associado e relator do Conselho Fiscal, bom amigo e companheiro de muitas horas da nossa Associação, Rui Jorge Santos Lavinha.

Apresentamos aos seus familiares e amigos as nossas mais sentidas condolências.  

Fica-nos a saudade pela partida de um amigo e a boa memória de alguém de quem sempre soubemos contar com a colaboração desinteressada, companheirismo e verdadeira amizade.

Até sempre, amigo Rui Lavinha. 

Read More

É com grande orgulho que divulgamos a informação de que José d’Encarnação, Professor Catedrático da Universidade de Coimbra e nosso associado, foi galardoado com o prémio ARTECOM-onlus per la Cultura – 2020, VIII edição.

(Ver https://www.aboutartonline.com/assegnato-il-premio-biennale-internazionale-artecom-onlus-per-la-cultura-giovedi-15-alla-biblioteca-vallicelliana-a-roma/)

O Prémio, de carácter exclusivamente honorário, é atribuído de dois em dois anos a “Personalidades do mundo da Cultura e da Arte que enriqueceram, valorizaram e protegeram o património cultural”.

Segundo o júri:

JOSÉ D’ENCARNAÇÃO, Professor da Universidade de Coimbra, é um historiador das antiguidades romanas, que examinou sobretudo com o exame escrupuloso da documentação epigráfica, lançando luz sobre a administração e a sociedade romanas na Lusitânia e na Península Ibérica. Combinou também o seu trabalho de investigação com a divulgação da bibliografia sobre antiguidades acessível via web, com um trabalho incansável de atualização contínua.

Ao Professor José d’Encarnação os nossos parabéns pela distinção claramente merecida.

Read More

Câmara Municipal de Estremoz

Ciclo de Conferências “Conhecer o Azulejo

Museu Berardo Estremoz

Conferência “Azulejo de Estremoz

Orador – Professor José Meco 

Ciclo de Conferências "Conhecer o Azulejo"Museu Berardo EstremozConferência "Azulejo de Estremoz"Orador – Professor José Meco

Posted by Município de Estremoz on Saturday, September 19, 2020
Read More