Posted By on Jun 8, 2022

Igreja de São Romão (Igreja Antiga)
Carnaxide
– visita com José Meco

EMACO


Igreja de São Romão (Igreja Antiga)
Carnaxide
– visita com José Meco

No próximo dia 11 de Junho (sábado), pelas 11 horas, iremos visitar a Igreja de São Romão de Carnaxide, acompanhados por José Meco que nos proporcionará uma visita guiada àquele edifício. A entrada é livre e sugere-se, como ponto de encontro, o Fontanário e Jardim junto da Igreja, a partir das 10h30.

A Igreja de São Romão é um dos edifícios religiosos mais destacados do Concelho de Oeiras, pelo seu carácter arquitectónico e pela qualidade da sua decoração. O templo estava completamente arruinado nos meados do século XVII, e a reconstrução total já estava iniciada em 1676, reflectindo-se num edifício ainda com características maneiristas, de grande severidade e robustez, no qual já despontam elementos barrocos, como na porta da frontaria, desenvolvidos na decoração interior.
A nave ficou terminada em 1683, data do belíssimo, revestimento integral de azulejaria de padrão pintada a azul sobre branco, no género o mais monumental existente em Portugal, formando três andares de módulos distintos, perfeitamente integrado na arquitectura. São do mesmo período os dois altares colaterais à capela-mor e um lateral da nave, de talha dourada barroca, de “Estilo Nacional”.
A capela-mor, sacristia e corredor de acesso ficaram terminados em 1713. Desta obra destacam-se os azulejos figurativos de estilo barroco, nomeadamente os magníficos painéis da capela-mor, com cenas bíblicas do “Filho Pródigo”, pintados pelo chamado “Mestre P.M.P.”. Deste mesmo artista são os restos de silhares da sacristia, que estavam escondido por detrás de armários e foram recentemente recuperados. O corredor de acesso, para além do interessante lavabo de mármore, apresenta outro excelente conjunto de painéis de azulejos, do mesmo período, representado cenas das “Metamorfoses de Ovídio”, atribuíveis ao pintor Teotónio dos Santos, baseados em gravuras do pintor holandês Crispin de Passe, publicadas em 1602.
Os estrados causados pelo Terramoto de 1755 foram prontamente recuperados pela população, com apoio do rei D. José I, através da empenho do Sargento-mor Pedro Teixeira e outros habitantes destacados de Carnaxide (que também contribuíram para a construção do Aqueduto e do Fontanário de Carnaxide), incluindo o remate da fachada e a construção do coro-alto, juntamente com os painéis de azulejos rococós da entrada (sub-coro) e da Capela Baptismal, e a renovação da capela lateral de Nossa Senhora da Conceição. Outras obras, de estilo neoclássica, foram realizadas em 1806 na capela-mor, incluindo a pintura decorativa das paredes e da abóbada, e o excelente retábulo de talha dourada e marmoreada.
O restauro integral da Igreja de São Romão de Carnaxide, terminado em abril do corrente ano, e que muito valorizou este notável templo, foi integralmente patrocinado pela Câmara Municipal de Oeiras.

José Meco

Algumas imagens:

Fontanário e Igreja
Chafariz
Igreja – fachada
Portal
Aspecto interior
Nave
Revestimento da nave
Capela-mor e altares colaterais
Altar colateral barroco
Regresso do filho pródigo, na capela-mor
Painel na Sacristia (foto Arq. Carlos Borrega)
Corredor da sacristia
Painel Teseu e Ariadne, no corredor
Sub-coro
Capela baptismal
Capela de Nossa Senhora da Conceição
Capela-mor

1 Comment

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.