Posts by jorgecastro


Artigo e imagens amavelmente cedidos pelo nosso associado Fernando Lopes

Na primeira foto observamos a fachada da Igreja (reconstrução pós terramoto de 1755) como que a espreitar a Quinta Real. Na segunda observamos, após limpeza camarária um “encanamento” de água, muito provavelmente proveniente da represa que os monges possuíam perto do Lugar de Laveiras e que continua ao longo da várzea sendo visível da Ponte da Cartuxa. Não obstante a regra ascética, a realeza filipina e de bragança era recebida no Mosteiro amiudadamente. Mesmo a entrada de damas era excepcionalmente permitida, o que implicava depois uma confissão do prior seguida de penitência. Afinal o Mosteiro precisava de doações, sempre insuficientes para manter o complexo monacal.

                                                                                                                               Fotografia 1
                                                                                                                                  Fotografia 2
                                                                                                                                                  Fotografia 3

A terceira imagem refere-se à Planta do encanamento da Quinta Real (disponível). Neste excerto pode-se observar-se o sentido do encanamento (a tracejado) que provém da represa assinala no mapa. Tive ocasião de notificar a CMO, de que foi tomada nota, da existência lajes, prováveis de vestígios da represa, perto da actual ponte de Laveiras. Esperemos que a recuperação da Cartuxa e da Quinta Real (nomeadamente no actual processo de limpeza) seja acompanhada por pessoal competente, nomeadamente arqueólogos, visto que o grande movimento de máquinas que se vem observando assim deve obrigar.

Fernando Lopes – 24 de Outubro de 2020

Read More

É com imenso pesar que comunicamos o falecimento do nosso associado e relator do Conselho Fiscal, bom amigo e companheiro de muitas horas da nossa Associação, Rui Jorge Santos Lavinha.

Apresentamos aos seus familiares e amigos as nossas mais sentidas condolências.  

Fica-nos a saudade pela partida de um amigo e a boa memória de alguém de quem sempre soubemos contar com a colaboração desinteressada, companheirismo e verdadeira amizade.

Até sempre, amigo Rui Lavinha. 

Read More

É com grande orgulho que divulgamos a informação de que José d’Encarnação, Professor Catedrático da Universidade de Coimbra e nosso associado, foi galardoado com o prémio ARTECOM-onlus per la Cultura – 2020, VIII edição.

(Ver https://www.aboutartonline.com/assegnato-il-premio-biennale-internazionale-artecom-onlus-per-la-cultura-giovedi-15-alla-biblioteca-vallicelliana-a-roma/)

O Prémio, de carácter exclusivamente honorário, é atribuído de dois em dois anos a “Personalidades do mundo da Cultura e da Arte que enriqueceram, valorizaram e protegeram o património cultural”.

Segundo o júri:

JOSÉ D’ENCARNAÇÃO, Professor da Universidade de Coimbra, é um historiador das antiguidades romanas, que examinou sobretudo com o exame escrupuloso da documentação epigráfica, lançando luz sobre a administração e a sociedade romanas na Lusitânia e na Península Ibérica. Combinou também o seu trabalho de investigação com a divulgação da bibliografia sobre antiguidades acessível via web, com um trabalho incansável de atualização contínua.

Ao Professor José d’Encarnação os nossos parabéns pela distinção claramente merecida.

Read More

Câmara Municipal de Estremoz

Ciclo de Conferências “Conhecer o Azulejo

Museu Berardo Estremoz

Conferência “Azulejo de Estremoz

Orador – Professor José Meco 

Ciclo de Conferências "Conhecer o Azulejo"Museu Berardo EstremozConferência "Azulejo de Estremoz"Orador – Professor José Meco

Posted by Município de Estremoz on Saturday, September 19, 2020
Read More

Iremos dar início aos nossos habituais Diálogos… que, em 2020, serão em Tardes de Verão e Outono, no Auditório César Batalha, no Alto da Barra, em Oeiras e contam com o apoio da Câmara Municipal de Oeiras. 

O Programa tem por mote temático Oeiras, Aspectos Históricos, Artísticos e Literários e as sessões irão ter lugar aos sábados, a partir das 15h30, entre 5 de Setembro e 10 de Outubro.

Deverão, evidentemente, ser respeitadas as regras emanadas da DGS e as orientações da Câmara Municipal de Oeiras, com a lotação regulada pela utilização de sensivelmente 1/3 da capacidade do Auditório. Para controlo, bom funcionamento e respeito pelas normas será indispensável a pré-inscrição nas diferentes palestras/conferências, o que deverá ser feito através de geral@espacoememoria.org.

Junta-se o respectivo programa, que poderá ser alterado por razões de força maior:

Cá vos esperamos!

NOTA – O quadro acima é a sua segunda versão, já incluindo a alteração da sessão com Joaquim Boiça de 19 para 20 de Setembro, por imperativos camarários inadiáveis.

Read More