Exposição


A Escola Secundária Sebastião e Silva acolhe a exposição HÁ SEMPRE ALGUÉM QUE DIZ NÃO – queevoca a oposição dos estudantes do ensino secundário de Lisboa (1970-1974) à ditadura. 

Enquadrada e apoiada pela Espaço e Memória, Associação Cultural de Oeiras, a exposição (anteriormente patente no Arquivo Nacional da Torre do Tombo, em Lisboa, e na Biblioteca Pública de Grândola), pretende identificar e assinalar as diferentes dimensões do condicionamento imposto pelo regime ditatorial no ensino secundário e à vivência quotidiana dos jovens, bem como as formas de organização e de luta dos estudantes, que tiveram na prisão de 151 alunos, no dia 16 de dezembro de 1973, um dos momentos de maior significado. 

Organizada em torno de temáticas abrangentes (Vigiar – Controlar – Punir – Prender – Desobedecer – Organizar – Liceus da Grande Lisboa – A Guerra Colonial e a do Vietnam – Contracultura), a exposição é complementada pela mostra de documentação diversificada da época e de pequenos documentários sobre alguns dos temas centrais. 

No âmbito da exposição, aberta ao público entre 22 de Maio e 22 de Junho, terão lugar iniciativas paralelas, como visitas orientadas (guiadas por antigos alunos do Liceu de Oeiras, envolvidos nas lutas estudantis), colóquios e sessões de música e de poesia.

Nota – a sessão de inauguração, no dia 22 de Maio, apenas estará acessível por convite expresso.  

– As visitas à exposição serão de segunda a sábado, entre as 10h00 e as 18h00 – com prioridade ao público escolar das segundas às quintas-feiras e ao público em geral nas sextas e sábados;

– As visitas de grupo (30 pessoas no máximo) serão coordenadas e guiadas por elementos do grupo promotor desta iniciativa. Nota – há dois horários reservados aos associados da Espaço e Memória, que oportunamente divulgaremos).

A coordenação e a adaptação expositiva devem-se a Joaquim Boiça e Fátima Rombouts de Barros. O enquadramento e o apoio museográfico a Rui Gomes, Rui Cartaxo, Ivone Ralha, António Salgueiro e Rita Areosa.

Read More

Prosseguindo a nossa evocação do «dia inicial, inteiro e limpo», estamos a dar-vos conhecimento de duas nossas importantes iniciativas para as quais queremos contar com a vossa presença:

Dia 05 de Abril (sexta-feira), às 18h30, na Biblioteca Municipal de São Domingos de Rana e com o apoio da Câmara Municipal de Cascais, será inaugurada a exposição de fotografia A Vida Saiu À Rua Num Dia Assim, da autoria de Jorge Castro (ver convite anexo), que reúne um conjunto de setenta e cinco imagens, inéditas na sua maioria, obtidas pelo próprio entre os dias 25 de Abril e 1 de Maio de 1974.

Nesta exposição estará disponível o livro do autor, com o mesmo título (a confirmar), com um acervo fotográfico mais vasto e elucidativo.

Dia 07 de Abril (domingo), às 9h30, no Auditório Municipal César Batalha, localizado no Centro Comercial do Alto da Barra, em Oeiras, terá lugar a nossa especial evocação do dia 25 de Abril de 1974.

Esta iniciativa, que conta com o apoio da Câmara Municipal de Oeiras, contém uma variada programação que passamos a anunciar:

– Recepção

– Apresentação

– Intervenções do almirante Martins Guerreiro e do comandante Simões Teles (Associação 25 de Abril), Gaspar Matos (director do Departamento de Artes Cultura Turismo e Património Histórico da Câmara Municipal de Oeiras) e do historiador Joaquim Boiça (presidente da Espaço e Memória – Associação Cultural de Oeiras)

– Canções e Poemas de Abril, com João Paulo Oliveira e Jorge Castro

– Lançamento do livro «A Vida Saiu À Rua Num Dia Assim», acervo fotográfico inédito de imagens obtidas entre o 25 de Abril e o 1º de Maio de 1974, da autoria de Jorge Castro, prefaciado por Joaquim Boiça, numa edição da Espaço e Memória.

– Grupo Coral da Mina de São Domingos

13h15 – Almoço evocativo e de convívio na Bataria da Lage (em Paço de Arcos).

Os interessados em participar no almoço deverão efectuar a sua inscrição, até ao próximo dia 02 de Abril, através do nosso email geral@espacoememoria.org, pois há limite de lugares. O pagamento respectivo será efectuado no local.

Contamos convosco. Contamos consigo. E, se muito bem lhe aprouver, traga outro amigo, também.

Este programa poderá sofrer alterações por razões imponderáveis.

NOTA IMPORTANTE – Nos dias 30 de Março e 05 de Abril a exposição sobre a obra de Nuno Teotónio Pereira, patente na Casa da Malta não estará visitável.

Read More

Dia 17 de Março (domingo), pelas 16 horas, na Casa da Malta:

Nuno Teotónio Pereira, entre o campo e a cidade, na visão do Arquitecto Luís Pedro Cruz – Inauguração da exposição e lançamento do livro com o mesmo nome.

A exposição estará patente às sextas-feiras, sábados e domingos, das 17 às 20 horas, até 14 de Abril e tem entrada livre.

Esta iniciativa conta com o apoio da Câmara Municipal de Oeiras.

Read More

A Espaço e Memória vai inaugurar a sua sala de exposições, na Casa da Malta, no próximo dia 30 de Junho, pelas 18 horas.

Numa iniciativa que tem o apoio da Câmara Municipal de Oeiras, contaremos, para este nosso primeiro passo nesta área, com a exposição Guerra e Paz, da autoria da artista plástica Margarida Maldonado.

Para o seu início, no dia 30 de Junho, como ficou dito, teremos ainda o lançamento do catálogo da exposição e haverá, também, um Carcavelos de honra, para o que estão, evidentemente, todos convidados.

Veja os horários da exposição no cartaz anexo:

Está disponível o catálogo da exposição, nas nossas instalações.

Algumas imagens da inauguração da exposição, em 30 de Junho de 2023:

  • Fotografias da autoria de Jorge Castro
Read More

Numa iniciativa da Casa de Goa, com organização e curadoria do nosso associado João Coutinho (Dino), e à qual a Espaço e Memória se associa e nela também participa, divulgamos a respectiva programação, que se estende de 04 de Junho a 09 de Julho.

Para além do interesse que toda a programação anuncia, referimos a participação da Espaço e Memória, que ocorrerá no dia 08 de Julho, e que contará com a presença de José Meco, Jorge Castro e Joaquim Boiça.

Read More

Conforme anunciado, decorreu no passado dia 10 de Dezembro, no Hotel Real Oeiras, a nossa confraternização de Natal.

Momento alto da vida da nossa Associação, congratulamo-nos por, desta vez, termos contado com perto de uma centena de associados e alguns amigos, circunstância que não deixa de ser um motivo de incentivo para o futuro e regozijo pelo presente.

A este almoço seguiu-se a exposição, na nossa sede, da colecção de objectos com memória, que constituiu o acervo disponibilizado pelos nossos associados para a realização do nosso livro anual que, por isso mesmo leva o nome de Palavras e Objectos com Espaço e com Memória – 2022 e que se encontra disponível para os nossos associados que nele estiverem interessados.

Com os nossos votos de Boas Festas e de um Novo Ano pleno de boas e felizes realizações, aqui deixamos uma «colecção» de fotografias obtidas nas duas iniciativas, não apenas para memória futura mas como curiosidade no presente, também.

As fotografias são da autoria de Eduardo Martins, Fátima Camilo, Guilherme Cardoso e Lídia Castro, a quem muito agradecemos pela cedência.

Read More